Crianças a Pintar

O excesso de actividades extra-curriculares em crianças não aumenta o stress, contribui antes para uma melhor organização do tempo e aumenta a auto-estima, aponta um estudo da SRCDSociety for Research in Child Development, dos EUA.

Segundo este trabalho da SRCD – desenvolvido por Joseph Mahoney (Yale University), Angel Harris (University of Texas at Austin) e Austin e Jacquelynne Eccles (University of Michigan), as actividades fora da escola ajudam a promover a auto-estima e até a melhorar os resultados académicos, dado que as crianças aprendem a organizar melhor o tempo e fazem novos amigos. Entre estes jovens há também menos fumadores e toxicodependentes.

O estudo foi realizado nos EUA e acompanhou, da infância à idade adulta, 695 jovens de diferentes estratos sociais. O trabalho concluiu ainda que as actividades organizadas não ocupam assim tanto tempo e que os miúdos até perdem mais horas frente ao computador ou à televisão.

Em média, as crianças entrevistadas gastavam cerca de cinco horas por semana em actividades como o desporto, a música ou artes. O trabalho também revelou que as crianças não participam em actividades por pressão dos pais ou outros adultos, mas antes porque querem.

Anúncios